Cartas e Cartazes nº 03: SBT provoca Malu Mader e Antônio Fagundes com Carrossel (21/06/1991)

José Eustáquio Lopes de Faria Júnior (@juniorpitangui)

A ironia sempre fez parte das campanhas publicitárias do SBT, especialmente quando se anunciava algo com boa audiência ou que “ousava” tirar pontos da Rede Globo. Esse foi o caso de Carrossel. Com a subida impressionante nos índice de audiência no primeiro mês de exibição, o SBT tratou logo de cutucar - de forma "picante", aliás - a novela O Dono do Mundo, da Rede Globo.

“A única coisa que a nossa professorinha dá é audiência, viu Felipe?”. Essa frase do SBT é voltada para o personagem Felipe Barreto da novela da Rede Globo, interpretado por Antônio Fagundes. Na novela, existe também uma professora (como a Helena de Carrossel), chamada Márcia, papel que cabia à atriz Malu Mader. Márcia era noiva de um funcionário de Felipe, mas nem isso impediu que Felipe apostasse (e ganhasse) que levaria para a cama a “professorinha”, que era virgem até então.

A estratégia em apostar em cenas de sexo envolvendo a professora foi fatal, tendo em vista que Carrossel apostava justamente no oposto, no mesmo horário e com enorme sucesso: a professora carismática, doce, quase santa, inimaginável em cenas como as apresentadas na Globo. Não por menos, a Globo teve que promover várias reviravoltas na história (inclusive passar o personagem de Antônio Fagundes de vilão para mocinho e vice-versa na reta final), se não quisesse perder ainda mais audiência para o SBT.

Malu Mader e Antônio Fagundes sofreram na mão da professorinha frágil de Carrossel

Com 25% de share, como apresenta o anúncio, Carrossel chegou a picar 27 pontos de audiência, chegando a ficar poucos pontos atrás de O Dono do Mundo no mês de julho, o que era considerado impossível à época, primeiro pela força do principal produto da Globo e segundo por se tratar de uma novela enlatada do SBT. Rubens Carvalho, sim aquele que citei no nosso primeiro “Cartas e Cartazes”, diretor do SBT na época, dizia que infelizmente, pelo preconceito comercial com uma novela mexicana, tinha que vender anúncios de uma novela de 20 pontos pelo preço de 10.

Vale ressaltar que Carrossel foi uma das responsáveis por tirar o SBT de uma enorme crise agravada entre 1989 e 1990, com o Plano Collor, tendo efetuado centenas de demissões e cancelamento de produções. O SBT vinha de uma tentativa fracassada de emplacar a dramaturgia nacional com Brasileiras e Brasileiros, que teve altíssimo investimento, e apostou em tramas mexicanas para tentar se recuperar no horário nobre, ainda mais depois do sucesso de Pantanal, na TV Manchete. Carrossel não só conseguiu levantar a audiência do SBT nessa faixa, como emplacou novelas que ela entregava audiência, também mexicanas, como Rosa Selvagem, Ambição e Simplesmente Maria.

Nessa época, a Globo teria recusado comprar Carrossel e preferido adquirir Cristal (sim, a novela venezuelana que anos mais tarde o SBT faria adaptação, só que da versão mexicana). A estratégia da Globo em comprar tramas enlatadas, na verdade, era apenas para evitar que a concorrência as usasse. Sim, a estratégia era engavetar para que outros canais não produzissem. O seriado Chaves mesmo já quase foi vítima dessa artimanha global. Para felicidade geral das crianças do Brasil, Carrossel e Chaves, escaparam ilesos.

Vejam só como são as coisas. Agora, 21 anos depois, a história praticamente se repete. Segundo informações da imprensa nesta semana, a Record teria recusado fazer remakes como Carrossel por achar que não daria certo. "Outro engano, ledo engano", diria a abertura da novela Revelação. Carrossel, em sua versão tupiniquim, repete o sucesso e ajuda o SBT novamente na sua caminhada em busca da retomada da vice-liderança em audiência. A professorinha mudou, mas continua dando muita audiência!

O que achou do anúncio de hoje? Gostou? Comente e envie também o seu anúncio antigo do SBT através do contato@sbtpedia.com.br. Vamos fazer o maior levantamento de anúncios da história do SBT.

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter