Cartas e Cartazes nº 05: Cantinho da disciplina neles! Supernanny chega ao SBT (01/04/2006)


Por José Eustáquio Lopes de Faria Júnior (@juniorpitangui)

Dentro de instantes, estreia mais uma temporada (a nona!) de Supernanny, com Cris Poli! Vem aí mais cantinho da disciplina, histórias emocionantes, crianças bagunceiras e muitas novidades.

Sucesso de público e de crítica internacional, Supernanny foi adquirido pelo SBT em 2005, quando a emissora investiu muitos dólares em compras de formatos internacionais, dentre eles os do American Idol (Ídolos), Family Feud e The Biggest Loser (O Grande Perdedor).

Após seleção criteriosa por mais de 4 meses, o SBT anunciou, no dia 1º de novembro de 2005, que a Supernanny brasileira seria uma argentina. Sim! Cris Poli, argentina radicada no Brasil há mais de 20 anos e 40 anos de experiência em educação infantil, teria a árdua tarefa de ser a babá das crianças brasileiras.

Supernanny veio a estrear no SBT em 2006, em um momento de efervescência para o SBT, prestes a completar 25 anos de história. O mexicano Eugênio Lopez havia saído um dia antes da estreia da vice-presidência da emissora. Ricardo Valladares, ex-Revista Veja, assume seu lugar. Para tentar conter o avanço da Record, o SBT lança um pacote de novidades: além de Supernanny, estrearam também Ídolos, Jogo Duro, Rei Majestade, a novela mexicana Laços de Amor à tarde e produzida a novela Cristal para lançamento em junho. A grade voadora, porém, atrapalharia (e muito) essa grade a se consolidar e abrir vantagem sobre a Record.

O anúncio da agência TBWA para Supernanny traz em letras garrafais: “A boa educação manda: assista Supernanny”. Abaixo, em menor destaque, o SBT ressalta que era um reality que ninguém havia visto até então, exibido em mais de 20 países e premiado com o Rose D’Or, um dos mais consagrados para programas de entretenimento. Representado por dois bonecos, simbolizando uma criança e seu bicho de estimação (pelúcia), o anúncio passa a ideia de uma superbabá durona (veja a expressão de preocupação dos bonecos) ou mesmo de surpresa (com a novidade que estava por vir). O certo é que Cris Poli foi uma grande surpresa sem ser extremamente durona. O ponto certo encontrado pelo SBT surpreendeu até mesmo o Channel 4, da Inglaterra, detentores do formato original, que sempre elogiaram a versão da emissora para o reality.

Dirigido em todas as suas temporadas por Ricardo Perez, que havia recém-saído do Programa Cor-de-Rosa e estava na pré-produção do Ídolos, Supernanny pode se orgulhar de ser aquele com maior longevidade da história da emissora. Em 2012, o reality completou 6 anos de seu lançamento, na época, aos sábados, na faixa das 20h30.

Curiosamente, à época, o SBT reservou um espaço na programação dominical para reprise da primeira temporada do programa e deu muito certo. Mais certo, inclusive, que a exibição inédita aos sábados. Como a Record ainda era parceira da Rede Globo no futebol aos domingos, Supernanny atingia em cheio ao público feminino na faixa entre 15h45 às 16h45. Em determinado domingo, inclusive, chegou a picar incríveis 19 pontos.

Agora, na temporada 2012, Adriana Cechetti, produtora executiva do programa, assume a direção, com a saída de Perez para a TV Bandeirantes. Desejamos sucesso a ela e que continue trazendo o melhor de Supernanny aos lares brasileiros. É um reality como poucos na TV brasileira.

O que achou do anúncio de hoje? Gostou? Comente e envie também o seu anúncio antigo do SBT através do contato@sbtpedia.com.br. Vamos fazer o maior levantamento de anúncios da história do SBT!

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter