SBT se defende das denúncias do Procon sobre publicidade infantil


Após ser questionado acerca das ações de merchandising veiculados na novela Carrossel, o SBT aproveitou seu painel no MaxiMídia, evento realizado esta semana pelo Grupo Meio & Mensagem, para dar sua versão acerca dos apontamentos feitos pelo Procon.

De acordo com a autora da trama, Íris Abravanel, sempre houve uma grande preocupação por parte de toda a produção da novela sobre o teor das ações comerciais exibidas na programação. “Temos total responsabilidade nessa veiculação e em analisar como aquele anúncio pode afetar as crianças e sua família”, disse a autora.

Reforçando o discurso, o diretor comercial da emissora, Glen Valente, assumiu o compromisso de rever as práticas adotadas pela emissora. “Queremos retirar as crianças das ações de merchandising e já estamos gravando as inserções somente com o elenco adulto. O SBT sempre irá se adequar às regras e à Lei”, garantiu. Como exemplo, ele citou um recente merchandising do Banco do Brasil, veiculado na trama, do qual participaram somente os atores do elenco adulto.

algum tempo o Procon de São Paulo, com o apoio do Instituto Alana, vem fiscalizando as ações comerciais exibidas na novela infantil. De acordo com o Procon, anunciar um produto no contexto de uma trama como Carrossel é prejudicial às crianças pelo fato delas não conseguirem discernir a ficção do universo real. Em comunicado, o instituto Alana disse que sua preocupação é maior em relação aos merchandisings de produtos de alto valor calórico, como chocolates e biscoitos, por exemplo.

Segundo o Procon, a emissora foi notificada dessas queixas e, caso não se comprometa a alterar as veiculações, pode ser alvo de multas.

Fonte: Meio & Mensagem

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter