Cartas e Cartazes nº 26: SBT provoca Mulheres de Areia para lançar Garotas Bonitas (02/03/1993)



Clique sobre o anúncio para vê-lo em tamanho maior

 Por José Eustáquio Lopes de Faria Júnior (@juniorpitangui)


É quase uma marca registrada do SBT no final da década de 80 e início da década de 90: não se pode fazer um anúncio sem cutucar de forma criativa a concorrência. E o Cartas e Cartazes de hoje recorda o lançamento dessa novela mexicana seguindo a risca essa tática publicitária.

Garotas Bonitas, assim como outras novelas mexicanas lançadas em 1993, estiveram longe de ser um sucesso como as novelas mexicanas da “onda Carrossel”, entre 1991/1992. Mas o fato de colar (ou descolar) a imagem de Mulheres de Areia foi um dos melhores trocadilhos que se poderia fazer no tocante à Rede Globo.

“Muchatitas” do México ganhou o nome de “Garotas Bonitas” no Brasil, através do SBT. Como a própria tradução diz contava a história, claro, de garotas bonitas. Eram 4: Isabel, Letícia, Elena e Mônica. Todas lindas, ambiciosas e dispostas a chegar ao mundo da fama. A trama com bastante apelo juvenil rompe com as locações tradicionais e gravações sóbrias em estúdios e aposta em externas ousadas e imagens belíssimas do México.

Com apenas 65 capítulos (novelas curtas como reza a tradição mexicana), Garotas Bonitas não conseguiu marcar tanto. Mas sua campanha de lançamento anti-Mulheres de Areia era ótima. Afinal, quem não preferiria, em tese, acompanhar Mulheres de verdade a Mulheres de Areia? Só que a realidade, claro, era bem diferente. Mulheres de Areia já era um sucesso na Globo e o SBT só tinha o objetivo de abocanhar algum pontinho na faixa das 21 horas para não fazer feio contra o principal produto global. No fim do anúncio, repare, o SBT se compara ao enredo da novela: “Afinal o SBT também está aí, há 11 anos, batalhando para fazer sucesso na carreira artística”.

Outro destaque era o tema de abertura que o SBT deu à trama. Eliana, ainda no Festolândia/Sessão Desenho e prestes a assumir o Bom Dia & Cia, do SBT, foi a escolhida para gravar o tema de abertura chamado “Amiga” (veja o clipe abaixo). A música viria a fazer parte do álbum “Os Dedinhos”, o primeiro da carreira da cantora e apresentadora, cuja música homônima virou um hit entre as crianças da época.

Clipe com cenas de Garotas Bonitas ao som de “Amiga”, cantada por Eliana

A música “Amiga” também serviu de homenagem de Eliana a sua mãe, durante o Sabadão Sertanejo de 1994 (veja o vídeo abaixo):


A história de Garotas Bonitas tem muitas semelhanças com Amigas e Rivais (exibida pelo SBT tanto na versão original como em remake), que também tinha 4 amigas bonitas como protagonistas. Até o enredo de busca pela fama no tocante à Nicole (no SBT interpretada por Cacau Melo) é igual.

No dia da estreia, pobre novela, recebeu audiência do horário político e entrou precisamente às 20h47 competindo não com Muheres de Areia que entrava bem mais cedo, mas com a novela das 8 (que já se transformava das 9) “De Corpo e Alma”. Naquele mesmo dia estreava também no SBT a trama mexicana “Eu não Acredito nos Homens”, formando ainda uma trinca seguida de mexicanas com “Eu Compro essa Mulher”.

Vale lembrar que Garotas Bonitas assumiu a vaga que era de um produto nacional: “Grande Pai”, estrelado por Flávio Galvão. O seriado tinha uma boa repercussão, especialmente junto à crítica, então o SBT fez com que Grande Pai acabasse numa segunda (01/03/1993) e Garotas Bonitas estreasse na terça (02/03/1993), data do anúncio acima.

Para encerrar, a letra do tema de abertura de “Garotas Bonitas”:

Esse brilho no olhar que ilumina / esse jeito de amar que fascina, / faz o tempo parar de repente. / Esse jeito de amar inocente, / já começa brilhar para a vida / e o caminho a seguir cheio de emoções. 

A vida é feita para viver, viver de amor e de ilusão / faça o que manda o seu coração.
A vida é feita para viver, viver de amor e de ilusão / faça o que manda o seu coração. 

Esse brilho no olhar que ilumina,/ esse jeito de amar que fascina, / faz o tempo parar de repente. / Esse jeito de amar inocente,/ já começa brilhar para a vida /e o caminho a seguir cheio de emoções. 

A vida é feita para viver, viver de amor e de ilusão, / faça o que manda o seu coração.
A vida é feita para viver, viver de amor e de ilusão, / faça o que manda o seu coração. 


O que achou do anúncio de hoje? Gostou? Comente aqui no site! Seu comentário é muito importante para aprimorarmos cada vez mais o quadro. Envie também o seu anúncio antigo do SBT através do contato@sbtpedia.com.br. Vamos fazer o maior levantamento de anúncios da história do SBT. Não fique fora dessa!

Perdeu alguma edição do Cartas e Cartazes? Veja as edições que já publicamos clicando aqui!

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter