Cartas e Cartazes nº 33: Fátima Bernardes leva primeiro milhão do SBT e prêmio é esquecido (30/12/1997)


Clique sobre o anúncio e vá em "exibir imagem" para vê-lo em tamanho maior

Por José Eustáquio Lopes de Faria Júnior (@juniorpitangui)

Tá, eu sei, o título é sensacionalista. Mas representa a verdade, nada além da verdade. Você vai conhecer hoje no Cartas e Cartazes a história do primeiro milhão distribuído de uma vez só e completamente esquecido pelo SBT, dando início a uma série de premiações altas que faria a própria emissora se auto-intitular a TV dos milionários.

Vamos começar pela atração que deu vida a esse momento extremamente marcante: o Gol Show. Aliás, como eu adorava esse programa. Fazia questão de não perder uma semana sequer. Estreou em 26/10/1997, dentro do Programa Silvio Santos, meio que de forma repentina. Silvio Santos gravou piloto na quinta par estrear no domingo. Tudo fazia parte de uma estratégia de grade. A partir daquele domingo, o Domingo Legal entraria às 16h30 e o Gol Show entraria logo em seguida, às 19h30. O temor da mudança era que o Domingo Milionário, da Manchete (dirigido por Homero Salles que havia saído às turras do SBT) desse trabalho. O Domingo Legal não tomou conhecimento: logo na estreia, o Domingo Legal bateu Faustão por 26 x 23. Domingo Milionário nem passou perto. Em seguida, o Gol Show emplacou 25 pontos, ficando a apenas 3 da parte final do Domingo do Faustão.

Atualmente famoso por fazer a cabeça (tanto no cabelo quanto em contratações) de Silvio Santos, Jassa foi convidado especial do apresentador para assistir nos bastidores à estreia do Gol Show na guerra dominical.

Claro, não custa lembrar, o Gol Show também foi um dos precursores do “0900” nos programas do SBT. Uma tática para faturar em cima das ligações do povo interessado em participar da atração e evitar o congestionamento de linhas. Em 1997, ainda, o Fantasia tentou fazer o programa de estreia com ligação gratuita (0800) e parou o sistema de telefonia de São Paulo. A solução foi também adotar o “0900”. 0900 virou uma verdadeira febre ao ponto de Aguinaldo Silva querer usá-lo na novela “A Indomada”, na Globo, para decidir os destinos dos personagens.

Na oportunidade, a Folha de São Paulo denunciou o esquema feito por todas essas emissoras, que registravam esses sorteios do “0900” em nomes de entidades filantrópicas, mas a grande parcela do lucro com as ligações ficam com as empresas especializadas nesse tipo de serviço e com as redes de TV. Era liminar em cima de liminar proibindo tal prática na TV. O tiro acabou saindo pela culatra. Ao invés de repassar parte dos lucros pras entidades assistenciais (que ficaram zeradas), as emissoras de TV, inclusive o Gol Show, do SBT passaram a justificar o sorteio com base em um convênio da Loterj (Loteria do Estado do Rio de Janeiro) com a Able (Associação Brasileira de Loterias Estaduais). Na oportunidade, o próprio Silvio Santos criou a empresa Telesisan, para administrar os sorteios de prêmios com apostas por telefones 0900 transmitidos por sua TV. Mais uma vez o Ministério da Justiça considerou ilegal a ação das emissoras de TV.

Logo em dezembro de 1997, portanto 2 meses depois da estreia, veio o tal “milhão esquecido”. Precisamente em 28/12/1997, o SBT distribuiu 1 milhão de uma vez só e é o objeto do anúncio de hoje. E olha aí a Fátima Bernardes. Neila Fátima Bernardes de Almeida, de Curitiba (PR) tirou a sorte grande no Gol Show. Imagino que, como forma de demonstrar que o programa não visava apenas lucro e tinha sua função social garantida, a premiação foi repartida com a AACD (que levou R$ 250 mil) e a Associação Obra do Berço (também R$ 250 mil). A ganhadora, portanto ficou com R$ 500 mil em barras de ouro (“que valem mais do que dinheiro”). Confesso que pesquisei bastante a respeito desse programa específico e não encontrei registros do porquê desse repasse tão grande para essas instituições. Nem minha memória é tão eficiente ao ponto de lembrar desse dia. Contudo, pela importância distribuída, certamente foi um milhão esquecido (e o primeiro deles!) pelo SBT em suas chamadas de milionários. Afinal, apesar da divisão da bolada, o valor foi distribuído em um único prêmio (e comemorado tal feito na imprensa), assim como acontece com a Jequiti recentemente, com a divisão entre consultor e comprador.

Vinheta do SBT "TV dos Milionários", do ano de 2010, ainda com apenas 7 ganhadores. Em todas as chamadas nunca foi registrado esse primeiro prêmio máximo do Gol Show

Contudo, o SBT considerou seu primeiro prêmio milionário apenas 5 meses depois, no especial do Gol Show da estreia do Teleton no SBT, em maio de 1998. Promovido o especial dentro da maratona, Eliseu, que residia em Campo Grande (MS), acertou a bola na cesta localizada no canto superior do gol e levou R$ 1 milhão pra casa. O goleiro-vítima foi Edinho, filho de Pelé e que estava na equipe do Santos, na oportunidade. Foi uma das maiores audiências da história do Teleton e também um momento bastante marcante logo na primeira edição da campanha. Aliás, a cidade de Campo Grande teria outro milionário, através de Silvio Santos, em 2003: o Sidney, do Show do Milhão, também é de lá.

Também passaram pelo comando da atração Silvio Luiz (locutor esportivo), Luiz Ricardo e Babi Xavier (os dois últimos fixos na fase 2002 da atração, exibida aos sábados à noite).

O programa também teve o privilégio de receber grandes jogadores, do Brasil e exterior, especialmente goleiros, que tentavam barrar os gols e o dinheiro dos telespectadores. Um dele foi o paraguaio Chilavert, famoso goleiro por fazer inúmeros gols de falta e pênalti.

Pela direção do Gol Show passou nomes como Neymar de Barros, Igor Petrauskas, Galvão França e Valter Bonasio, sendo que este último foi convidado para trabalhar no SBT pelo próprio Silvio Santos, em 1982, para dirigir seu programa dominical. Sabendo que Silvio Santos era acostumado a se autodirigir no palco, Valter bolou uma estratégia para fazer a direção sem ferir a vaidade de Silvio. Foi ai que ele resolveu gravar ele próprio – se passando por Silvio Santos - os novos quadros do programa. Para isso usava as madrugadas ociosas do teatro da TVS/SBT (Carandiru) em São Paulo para gravar seus pilotos, e no dia seguinte as fitas eram enviadas para a casa do Silvio, que assistia durante a semana e no sábado seguinte gravava.

O Gol Show sempre ficará na memória de todos, não só como o programa do primeiro milhão, mas uma atração que trazia muita alegria a todos de casa. Diria, até, que foi o programa que usava esse “0900” como instrumento de participação nos quadros da atração, com mais fôlego até hoje. As participações não era cansativas e as brincadeiras e gincanas futebolísticas eram no tom certo. Deixou muitas saudades, com certeza.

Ah, e se alguém tiver mais notícias sobre o caso do “milhão esquecido”, deixem aqui sua mensagem. Precisamos desvendá-lo!

O que achou do anúncio de hoje? Gostou? Comente aqui no site! Seu comentário é muito importante para aprimorarmos cada vez mais o quadro. Envie também o seu anúncio antigo do SBT através do contato@sbtpedia.com.br. Vamos fazer o maior levantamento de anúncios da história do SBT. Não fique fora dessa!

Perdeu alguma edição do Cartas e Cartazes? Veja as edições que já publicamos clicando aqui!

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter