Para se livrar de Ecad, SBT contrata profissional ex-Record para criar banco sonoro próprio; entenda aqui

 
Responsável pelos direitos autorais no Brasil, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) é sempre uma pedra no caminho das emissoras de televisão no Brasil, pois qualquer música veiculada nos programas da televisão estão sujeitos a cobrança desse órgão.

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, na coluna Canal 1, para evitar o desembolso de quantia muito superior ao previsto em orçamentos da emissora, o SBT foi buscar o profissional Wilson Medeiros, com passagens pela Record, para criar um banco sonoro próprio para trilhas nos programas de entretenimento, que exclui a parte de teledramaturgia. 

A ideia é simples: Com um banco próprio, o SBT não se obriga a pagar nada ao Ecad pelos direitos autorais de terceiros.

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter