Tribuna SBTpedia: Ideias para um novo 'Domingo Legal', por Gabriel Reis

Ideias para um novo "Domingo Legal"

Por Gabriel Reis* (gabrielviannareis@gmail.com)

Imagem: Reprodução/SBT

No último dia 05 de junho, o “Domingo Legal” entrou em nova fase. Com um cenário renovado, um moderno pacote gráfico e novos quadros, o programa deu início a uma nova fase em sua história.

Em minha última coluna fiz uma análise da estreia (leia aqui) e agora listo quadros que poderiam voltar ou ser lançados no programa:

Construindo um Sonho

Apesar de continuar no ar, o quadro hoje possui uma periodicidade menor, apesar de ter um merchandising vendido para Caixa Econômica Federal que roda todo domingo. O quadro de reforma de casas foi lançado por Gugu Liberato no final de 2007 com o nome “Sonho de Natal”. Como deu certo, ficou fixo no programa e ganhou o nome de “Construindo um Sonho”, conquistando picos acima dos 25 pontos, em seus melhores momentos. Anteriormente a isso, é bom lembrar que o próprio Gugu sempre apresentou quadros assistencialistas no programa, inclusive dando casas e reformando cômodos (“Dormindo Legal” era um exemplo). Luciano Huck também fez o mesmo com o “Lar, doce lar”. A grande vantagem de hoje é que nenhum outro quadro similar está no ar. É a oportunidade do “Construindo um Sonho” crescer.

De volta para minha terra

Criado por Gugu e Roberto Manzoni, o quadro visava ajudar retirantes nordestinos em São Paulo a voltar para “sua terra”. Foi responsável por finalizar o “Domingo Legal” durante muitos anos, sendo o ponto de maior audiência do programa. Saiu do ar com a saída de Gugu do SBT. O quadro era tão bom que o Domingo Espetacular chegou a copiá-lo e exibi-lo dentro do “Domingo Espetacular” quando Gugu ainda estava no SBT e hoje é exibido dentro do “Programa do Ratinho” (que está em ótima fase de audiência, por sinal) com o nome de “Voltando pra casa”.

Encontros

Figurinha fácil em programas de televisão, o reencontro entre parentes que não se veem há muito tempo virou quadro fixo do “Domingo Legal”. Com o auxílio de Walter, do site Good Angels, o quadro antecedia o “De volta para minha terra” nos tempos de Gugu e chegou a ser mantido inclusive por Celso Portiolli. Após a repentina saída do ar no “Domingo Legal”, chegou a voltar ao ar no “Eliana” (com o nome “Reencontros”).

Devo não nego, pago se puder

Uma pessoa deve dinheiro a uma outra e não pode pagar. O “Domingo Legal” dava a chance do participante pagar essa dívida caso realizasse uma prova no palco. É um quadro que une a emoção do assistencialismo com a tensão e a diversão dos games. Algo que Celso Portiolli faz muito bem.

Telegrama Legal, Passa ou Repassa e Piscina Legal

São quadros que foram recuperados na “Era Celso Portiolli” e que deram certo. Logicamente, sem um uso abusivo, como foi feito no “Passa ou Repassa” que ocupava todo o programa, podem voltar a ter novas chances.

Provas clássicas do Curtindo uma Viagem

Um dos grandes destaques do “Curtindo uma Viagem” eram as provas radicais feitas em externas. São provas caras, mas que rendem muita audiência. A famosa prova da passarela que voltou anos mais tarde no “Hoje em Dia” e no “Domingo Legal”, começou dentro do “Curtindo uma Viagem”.

Grandes reportagens

Algo que foi feito com Gugu e que poderia ser feito com Portiolli. O “Domingo Legal” foi pioneiro em trazer o jornalismo pra dentro de programas de auditório de forma dinâmica e inovadora. Isso envolveu desde coberturas mais pesadas como a morte do grupo Mamonas Assassinas (que rendeu 47 pontos de pico ao programa) e as rebeliões nos presídios de São Paulo até reportagens mais leves com a visita de Gugu ao Marrocos.

Musicais ao vivo

O “Domingo Legal” sempre foi marcado por musicais ao vivo e também por ser também palco de lançamento de inúmeros hits musicais que dominaram o país ao longo dos tempos. “KLB”, “Banda Calypso”, “Zezé Di Camargo e Luciano”, “Rouge”, “Br´oz”, “Mamonas Assassinas” e “É o Tchan” tiveram grandes momentos de suas carreiras associadas ao programa. Muitos desses grupos só se tornaram sucessos nacionais depois de pisar no palco do programa.

Meu pai é melhor que o seu pai

Baseado no formato norte americano “My dad is better than your dad”, o game show foi uma das primeiras novidades a serem implementadas após Celso Portiolli assumir o programa. É uma game show entre pais e filhos que lembra muitos programas clássicos de games do próprio SBT como “Passa ou Repassa”, “Curtindo uma Viagem”, dentre outros.

Azaração

Esse formato é uma das “lendas” do SBT. Foi ao ar apenas uma vez, dentro do “Namoro na TV e etc”. Um dos realities de namoro melhor produzidos da emissora, todo feito em externa, com direito a limousine e helicóptero. Foi ancorado pelo próprio Celso Portiolli, que acompanhava um “solteirão da vez” que devia percorrer a cidade de São Paulo para encontrar suas pretendentes.

Estar aberto ao factual

O “Domingo Legal” sempre se caracterizou por ser um programa “quente”, que levava ao palco assuntos polêmicos e “do momento”. Por essas e outras, que Mister M revelou seu rosto no palco do programa, o programa foi o primeiro ao ouvir Marcelinho Carioca após sua briga com o seu então técnico Vanderlei Luxemburgo (mesmo numa época em que o SBT não mais investia em esporte) e também foi palco da primeira entrevista do cantor Leonardo, após a morte de seu irmão Leandro. Pautas “quentes” e polêmicas são a principal fonte de audiência do “Domingo Show”, o que aconteceu, foi que a Record bebeu da “fonte” do “Domingo Legal” para isso.

The Amazing Race

“The Amazing Race” é um dos reality shows mais populares em todo o mundo e estranhamente nunca teve uma versão grandiosa exibida no Brasil (houve exibições sem muito alarde feitas pela CNT e na TV paga). O programa surgiu em 2001, ano que os realities começaram a fazer sucesso no Brasil, pertencendo então a uma geração composta, dentre outros, por: “Survivor”, “Big Brother”, “Who wants to be a millionaire?”, “The Apprentice” e “American Idol”. Todos reality/game shows de grande sucesso mundial que ganharam versões no Brasil, estranhamente o mesmo não ocorreu com “The Amazing Race”.

O programa se baseia em uma competição em dupla ao redor de todo o planeta. O objetivo de cada dupla é chegar ao destino final (em geral, em outro país). Ao longo de cada episódio as duplas tem que realizar provas e completar uma parte da jornada. Quem chegar por último, é eliminado. O grande vencedor de “The Amazing Race” recebe 1 milhão de dólares. O reality mistura conflito, emoções, provas radicais, games e coloca os participantes sob pressão e risco. É caro, pois é uma produção grandiosa que percorre diversos países, mas cairia como uma luva nas mãos de um apresentador versátil como Celso Portiolli, acostumado com a apresentação de game shows de emoção (vide as provas radicais do “Curtindo uma Viagem”.


Promo da final de “The Amazing Race Latinoamerica 3”. Vídeo retirado do Youtube e exibido originalmente pelo canal SPACE.

The Bachelor

Desde Raul Longras com o “Casamento na TV”, os quadros de namoro são antigos na TV e o próprio “Domingo Legal” teve um ótimo resultado com o “Quer Casar Comigo?”. Curiosamente o formato utilizado pelo “Domingo Legal” é muito parecido pelo norte-americano, inclusive sendo lançado aproximadamente 6 meses após a estreia de “The Bachelor” pela ABC. No programa, um “solteirão” (tradução livre de bachelor) convive ao longo de algumas semanas com um grupo de mulheres. A cada semana provas são realizadas e o bachelor escolhe a eliminada da semana. A produção americana envolve a convivência em uma casa e provas em externa. Está no ar até hoje e deu origem a diversos formatos similares no Brasil e mundo afora como: “Papito in Love”, “Quer Casar Comigo?”, “The Bachelor Brasil”, “The Barcherlotte”, dentre outros.   

Imagem: ABC

E vocês? Concordam com as sugestões? Deixem seus comentários, críticas e sugestões em nossa caixa de comentários abaixo do texto.

*É graduado em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Escola de Comunicação da UFRJ. Teve passagens pela TV Boas Novas e pelos canais Esporte Interativo, onde foi coordenador de programação. Atualmente escreve artigos de opinião às segundas-feiras no “SBTpedia”

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter