Tribuna SBTpedia: Clube do Chaves - A opção pelo óbvio que deu certo, por Gabriel Reis

Clube do Chaves - A opção pelo óbvio que deu certo

Por Gabriel Reis* (gabrielviannareis@gmail.com)

 
Desde agosto, com a entrada do “Fofocando” e, posteriormente, de “A Usurpadora”, o início das tardes do SBT vinham sofrendo inúmeras mudanças em busca de audiência (sem sucesso). Curiosamente, os bons resultados voltaram rapidamente com a reexibição de um velho conhecido do público do SBT, o “Clube do Chaves”.

Os resultados vieram logo no primeiro dia de exibição: exibindo o famoso seriado mexicano (“Chaves”), o SBT marcou 7.8 de média, com 9 de pico, representando um aumento de 77% na audiência em relação à sexta-feira anterior. E a audiência, não parece ter ficado presa somente a estreia: na quarta-feira, tivemos um recorde de pico (9.5) e na quinta, um recorde na média (8.1).

A opção por “Chaves” é simples e óbvia. Simples por se tratar de um “enlatado” pronto para ir ao ar a qualquer momento (que já chegou a ser utilizado até para “tapar buraco” causado por problemas técnicos) e óbvia, por se tratar de uma faixa onde o SBT sempre se notabilizou pela exibição de seriados infantojuvenis de sucesso. “Um Maluco no Pedaço”, “Eu, a Patroa e as Crianças”, “As Visões da Raven”, “Chapolin” e o próprio “Chaves” já passaram pelo horário, sempre obtendo grande êxito. Vale destacar também as inúmeras vezes que o menino do barril desbancou atrações da Globo, como nas vitórias contra Ana Maria Braga, “Globo Esporte” e a novela “Roque Santeiro” (quando reprisada no “Vale a pena ver de novo”).

Cabe ao SBT agora explorar todo o universo de Roberto Gómez Bolaños dentro do “Clube do Chaves”. Nos três primeiros dias de exibição, segundo o “Fórum Chaves”, foram exibidos 15 episódios no sinal de São Paulo, sendo 13 de “Chaves”. Concordo que os personagens menos populares de Chespirito devam ser exibidos com moderação e aos poucos, mas “Chapolin”, “Chapolin em Desenho Animado” e “Chaves em Desenho Animado” podem e devem ganhar mais espaço. Este último, inclusive, foi responsável por desbancar “Pica Pau” no auge de sua audiência em 2007, algo que nem “Chaves” (o seriado original) estava conseguindo fazer na época (muito em função do desgaste). Que o “Clube do Chaves” tenha vida longa!

*É graduado em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Escola de Comunicação da UFRJ. Teve passagens pelo SporTV, como coordenador de produção, e pelos canais Esporte Interativo, onde foi coordenador de programação. Atualmente escreve artigos de opinião às segundas-feiras no SBTpedia

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter