Tribuna SBTpedia: O Show do Milhão vai voltar. E agora?, por Gabriel Reis

O Show do Milhão vai voltar. E agora?

Por Gabriel Reis* (gabrielviannareis@gmail.com)

Silvio Santos sorteando um dos participantes do “Show do Milhão”

Na última quinta-feira (9), o SBT anunciou a volta do “Show do Milhão”, famoso game show de perguntas e respostas apresentado por Silvio Santos entre os anos de 1999 e 2003 (e, posteriormente, em 2009). A notícia logo se espalhou pelos mais diversos veículos de comunicação, incluindo muitos não especializados em televisão como os portais da revista “Veja” e do “Estadão”.

A repercussão é natural, já que o formato é praticamente sinônimo de programa de perguntas e respostas no Brasil e foi responsável por tornar popular diversos bordões de Silvio Santos como: “Está certo disso?”, “Posso perguntar?”, “Certa Resposta!”. No entanto, se o programa foi um fenômeno de audiência em seu início, chegando a 25 pontos de média, liderando por diversas vezes e ganhando cada vez mais espaço na grade do SBT, ele também teve sua decadência, principalmente pelo desgaste de seu formato e de uma temporada mal produzida no ano de 2009. Por esta razão, vamos listar sete pontos que o SBT tem que tomar cuidado com a volta do “Show do Milhão”.

1 – Casting / Escolha dos participantes

Para o telespectador médio pode até parecer bobagem, mas em game shows os participantes são a alma do programa. Um participante engraçado, outro mais inteligente, algum que tenha uma história de vida emocionante, dentre outros, protagonizam o conteúdo que está no ar e dialogam com o apresentador o tempo inteiro. Não é só em reality shows que eles fazem a diferença, em game shows também.

Ao observarmos o auge do “Show do Milhão” achamos no próprio YouTube participações inesquecíveis. Como não lembrar do “Homem Enciclopédia” que errou a derradeira pergunta valendo R$ 1 milhão? Ou do participante que foi selecionado para o programa e estava preso no Carandiru?


Jair, “o homem enciclopédia” errando a derradeira pergunta de 1 milhão de reais


Marlon, detido no Carandiru, ficou entre os 12 selecionados para ir ao “Show do Milhão”

É preciso selecionar participantes que tenham reais chances de ganhar prêmios e assim aumentar a expectativa do telespectador pela premiação máxima e também aqueles que tenham boa desenvoltura junto ao vídeo.

2 – Trilha Sonora

Se em alguns programas, a trilha sonora é apenas um elemento de fundo, no “Show do Milhão” ela toma o centro do palco. É ela que pontua todas as emoções do jogo e marca a expectativa pela resposta correta. Sem a trilha sonora, o “Show do Milhão” vira um jogo de tabuleiro transmitido pela TV.

3 – Apresentação

Pode até parecer estranho, mas ainda não há informação oficial sobre quem apresentará o formato. Tirar Silvio Santos do “Show do Milhão” é abrir mão do melhor apresentador do país e um de seus melhores programas (o melhor, para muitos fãs). A ausência de Silvio na apresentação pode prejudicar o projeto ao ponto de não valer a pena essa volta.

4 – Perguntas

A versão de 2009 teve diversos erros: pouquíssima divulgação, participantes mal selecionados, ausência de trilha sonora impactante, e, principalmente, baixo nível das perguntas e um caminho maior para chegar a R$ 1 milhão.

O formato original com 16 perguntas foi modificado para 24, tornando o programa arrastado e com um nível de perguntas bem mais baixo. Fica difícil se sentir impactado vendo alguém responder a uma pergunta “idiota” valendo apenas cem reais. Deve-se resgatar o nível e o formato das 16 perguntas.

A versão que vai estrear esse ano será somente com crianças (até 12 anos), o que pode ser bom ou ruim. Vai ser necessário achar a dose entre uma pergunta muito boba para o telespectador em geral e muito difícil para uma criança. No entanto, a presença de crianças prodígio sempre rende em programas de televisão, em especial no SBT, emissora tão identificada com atrações infantis.

5 – Horário e dia de exibição

Após 22 dias de exibição com o nome de “Jogo do Milhão”, o “Show do Milhão” se fixou, tradicionalmente, nas noites de quarta, quinta e domingo. Apesar de ter saído do ar há muito tempo, televisão é hábito e há uma memória afetiva enorme pelo programa, além de um público já formado por Silvio Santos nas noites de domingo. Por esta razão, apesar do anúncio para os sábados, o melhor horário para sua exibição seria aos domingos, dentro do “Programa Silvio Santos”, preferencialmente encerrando a atração dominical, já que é no final de sua atração que Silvio Santos atinge seus melhores resultados (independente do quadro exibido).

6 – Divulgação

O “Show do Milhão” é um programa conhecido nacionalmente e merece uma divulgação à altura. Quanto mais pessoas saberem, naturalmente a notícia vai se espalhar e os ganhos de audiência também. Fica claro isso no incrível número de posts, curtidas e compartilhamentos que o programa teve logo após o SBT soltar uma rápida e simples chamada de volta da atração com uma duração de apenas 11 segundos. A minha recomendação para o “Show do Milhão” é investir em uma comunicação maciça, próximo ao que o SBT fez com “Pantanal”, com o famoso letreiro em amarelo, divulgação no “Programa Silvio Santos” e chamadas de diversos tipos e duração.


Chamada anunciando a volta do “Show do Milhão”


Famosa chamada de 9 segundos divulgando “Pantanal”. A chamada ficou conhecida nacionalmente ajudando a novela, que estreou, de surpresa, com 6 pontos de média, chegar a 18 (de média) na sua terceira semana de exibição.


“Os 22 dias estão chegando”. A misteriosa chamada marcou a estreia do formato em 1999. O estilo agressivo de divulgação do SBT é marca registrada da emissora (lembra da “arma secreta” e do “ataque”?) e também deve ser utilizada dessa vez. Ela foi fundamental para o sucesso da primeira temporada do game show.

7 – Cenografia e Pacote Gráfico

Toda a parte gráfica e de cenografia marcaram o programa: a tela dividida, os púlpitos, as placas, as barras de ouro. Tudo isso não pode ficar ausente do novo formato. As mudanças que podem ser feitas devem ser sutis e respeitarem o formato original.

Todos os votos para que o SBT não caia no erro de “queimar” um formato tão vencedor quanto o “Show do Milhão”, como fez com o mesmo em 2009 e como já fez com o “Aqui Agora”, por exemplo. O “Show do Milhão” é grande e merece assim permanecer. E nós, telespectadores, também merecemos que o nosso tão querido programa seja bem tratado. Que venha o “Show do Milhão”!

*É graduado em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Escola de Comunicação da UFRJ. Teve passagens pelo SporTV, como coordenador de produção, e pelos canais Esporte Interativo, onde foi coordenador de programação. Atualmente escreve artigos de opinião às segundas-feiras no SBTpedia

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter