Apóstolo Valdemiro Santiago é o convidado de Danilo Gentili no The Noite desta quarta-feira; veja frases

No programa The Noite desta quarta-feira, 24 de maio, Danilo Gentili recebe o Apóstolo Valdemiro Santiago. Ele fala na entrevista sobre sua história de vida, dá um de seus famosos chapéus de presente para Danilo e comenta momentos difíceis que já passou ao longo de sua trajetória, como o ataque que sofreu no começo do ano e um naufrágio do qual escapou em 1996. Ele também comenta como é sua relação com outras religiões e líderes e conta que gosta de pescar em seus momentos de lazer. Danilo traz ainda Pedro Manso durante o bate-papo para imitar o Apóstolo e o entrevistado cai no riso com as piadas e a interpretação do humorista.

Foto: Gabriel Cardoso/SBT

Confira as melhores frases da entrevista:


Tem no Japão, nas Filipinas, acho que uns 150 países mais ou menos. (Igreja Mundial)

No Brasil gira em torno de 9 milhões (de fiéis da sua igreja).

Eu descobri que ele era drogado. Não acho que ele tenha feito por ele, ele foi usado. O Diabo é um dos que usam. (Sobre o homem que o atacou com uma faca)

Questionaram como é que Deus permitiu que acontecesse isso comigo. Eu disse que ele permitiu para verem que ele livra quando ele quer. O médico olhou e disse que era para eu estar morto. (sobre o homem que o atacou com uma faca)

Sabotaram o barco, foi constatado. Gosto de pescar, mas não entendo muito. O barco foi programado para afundar onde não tinha socorro. Éramos em quatro, dois morreram. Eu tinha 153kg. Nadei das 9h30 da manhã às 17h da tarde. Até chegar em uma ilha deserta. Noticiaram no mundo inteiro e aqui o Cid Moreira anunciou a minha morte. (sobre um atentado que sofreu na África em 1996)

Foram pessoas que não gostam do cristianismo. Fui vítima de minas terrestres que explodiram debaixo do meu carro, lá também em Moçambique. (sobre os responsáveis pelo atentado de 1996)

Lido bem. Respeito. É isso que importa. A gente não questiona, porque eu não prego religião. (sobre como lida com outras lideranças religiosas)

Paradoxalmente, isso faz bem à imagem da igreja. É claro que tem gente que não gosta de mim, mas quem eu encontro na rua é católico, muçulmano, espírita, judeu, ateu e diz "eu lhe assisto". Outro dia um Senador me encontrou e disse "eu não perco seu programa, eu gosto das suas palhaçadas". (sobre os casos inusitados que aparecem em sua igreja)

Quando não estou no altar, estou pescando.

Puxa! Tomara. Eu não sabia disso e questiono se devo respeitar ou não um veículo desses. Porque se eu quiser entrar com um processo e pedir para eles provarem... (sobre ser citado pela Forbes como o segundo pastor mais rico do Brasil).

Esse preconceito existe contra pastores. Ninguém pergunta isso para o Papa, ou bispos da igreja católica. Isso é preconceito com os evangélicos. Eu trabalho, o disco é meu, os livros são meus, só que a igreja tem despesas altíssimas e tenho provas de que (o dinheiro) é revertido para a Igreja. (sobre ser questionado a respeito de seus bens)

A amizade com as pessoas não quer dizer que você tenha que fazer o que elas fazem. (sobre contato com políticos)

Pedro Manso tem testemunho. Ele foi curado em uma oração feita lá na igreja. Eu brinco também, é natural isso. (sobre aceitar a imitação de Pedro Manso)

THE NOITE
Nesta quarta, logo após o Programa do Ratinho

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter