Atriz Carolina Ferraz é a convidada de Danilo Gentili no The Noite desta terça-feira; veja destaques e frases

No The Noite desta terça-feira, 15 de agosto, Danilo Gentili recebe Carolina Ferraz. A atriz fala sobre seus 31 anos de carreira na TV, relembra o início como apresentadora na extinta TV Manchete e o primeiro convite para participar de uma novela, em “Pantanal”. Carolina, que também é bailarina, revela que gostaria de ter sido arqueóloga e chegou a cursar faculdade de história. “Acho que eu era meio apaixonada pelo Indiana Jones”, brinca. Sobre suas personagens mais marcantes e algumas cenas de barraco que protagonizou em cena, ela diz: “Eu sou boa barraqueira. Na vida real não dou muito barraco, não. Eu tenho essa coisa elegante, sofisticada, fico feliz das pessoas me perceberem assim, mas sou muito atrapalhada”.

 Foto: Gabriel Cardoso/SBT

Confira as melhores frases da entrevista:


Comecei novinha (na televisão). Tenho 49 anos. Falo minha idade não tenho problema não.

Não sabia muito bem o que era a vida de televisão, mas sabia que não queria ser atriz. Achava uma vida muito louca, instável. (sobre o início da carreira)

Eu já fiz a abertura do Fantástico. A Isadora Ribeiro saía da água e eu pulava o Grand Canyon.

Me considero uma atriz de formação cômica. Adoro fazer vilã, me divirto.

Hoje em dia essa frase caiu no desuso, porque os ricos estão indo pra cadeia. Eu disse com uma vontade, né? Essa cena foi parar no YouTube porque vazou o câmera man. (sobre o bordão "Eu sou rica")

É um tabu que precisa ser rompido de uma vez por todas. O que seria mais natural do que dar de mamar às suas crias? Nunca falaram comigo, mas sei de amigas que foram paradas em aeroportos, restaurantes. (Sobre amamentar em público)

Eu sou o Luís Calos. Teve muita gente que disse que eu não poderia fazer. Que isso ia acabar com a minha carreira. Eu quero mais é mostrar para as pessoas que quero e que posso fazer (o papel de um travesti). A sociedade como um todo não aceita o transexual. É um tema muito interessante, muito profundo, que precisa ser tratado com mais carinho. (sobre seu papel no filme “A Glória e a Graça”)

O que eu fazia era o que eu mostrava. Me aproximou muito das pessoas porque eu não sou chef, só gosto de cozinhar. Faço novela há séculos. Mas o povo me parava na rua para perguntar das receitas. Me humanizou para as pessoas estar ali para as pessoas sem um personagem na frente. (sobre o programa “Receitas da Carolina”)

Estou testando receitas já há um tempão. Comida confortável pra trazer calor humano, mas nada que deixe três horas na cozinha. (Sobre o lançamento de um novo livro de receitas e aplicativo de celular)

THE NOITE
Nesta terça, logo após Cine Espetacular

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter