Danilo Gentili recebe Raul Gil e comemora aniversário no The Noite desta quarta-feira; veja frases e destaques

Nesta quarta-feira, 27 de setembro, o The Noite recebe Raul Gil. O apresentador fala na entrevista sobre a comemoração de seus 50 anos de televisão, relembra momentos marcantes de sua trajetória e recorda o início da carreira, quando trabalhou como lavador de ônibus e engraxate. Raul também conta como surgiu seu clássico pulinho e os famosos quadros do Banquinho e do Chapéu, além de recordar passagens de sua amizade com nomes como Chacrinha, Tim Maia, Raul Seixas e Roberto Carlos. O apresentador fala ainda sobre seu novo projeto no YouTube, “A Turma do Vovô Raul”, e conta que o canal já superou a marca de um milhão de inscritos.


E mais: no dia de seu aniversário, Danilo é homenageado pelo elenco do programa com um bolo e uma apresentação do músico Gleyfy Brauly, que canta sua versão de “Another Brick in the Wall” especialmente para o humorista.

 Fotos: Lourival Ribeiro/SBT

Confira as melhores frases da entrevista com Raul Gil: 


Bebo socialmente uma cerveja no almoço ou na janta. O problema de beber é que quem sofre é a família, não o cara. Com a bebida do meu pai sofremos muito. Meu pai, quando não bebia, era sensacional.

Tive uma irmã que morreu aos 21 anos de tuberculose. Ela cantava muito. (sobre de quem herdou o dom artístico)

Botava a marmita debaixo do braço e ia de ônibus lotado. Uma vez a marmita caiu, pisaram na minha linguiça, foi arroz e feijão pra todo lado. (sobre o início da carreira)

A TV não pagava o hotel. Dormia num banco na frente da TV Rio até chegar o superintendente. Não desisti nunca, jamais. A gente se trocava junto com os calouros, músicos, balé. Gravava até as 3h da manhã. (sobre momentos difíceis da carreira nos anos 80)

Comecei a fazer imitações e ele me viu, pediu para me levar ao programa. Ele disse que eu seria o novo Chacrinha. (sobre sua amizade com Chacrinha)

Esse pulinho eu tirei do Oscarito, mas o magro do Gordo e o Magro já faziam. (sobre seu famoso pulinho)

Se não fosse ela talvez eu não estaria com esse sucesso. Sempre me incentivou. Casei com a única mulher que eu amei na vida até hoje. (sobre sua esposa Carmen)

Quando ela casou comigo eu era lavador de ônibus. Você imagina que eu sou tio do Marquito, eu era feio pra cachorro e ela era a moça mais bonita da Vila Prudente. Fizemos 58 anos de casados. (sobre sua esposa Carmen)

THE NOITE
Nesta quarta, logo após o Programa do Ratinho

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter