Maestro João Carlos Martins é o convidado de Danilo Gentili no The Noite desta sexta-feira; veja frases

Nesta sexta, 8 de setembro, o  The Noite com Danilo Gentili recebe o maestro João Carlos Martins. Ele fala na entrevista sobre o filme que foi lançado recentemente com base em sua vida, "João, O Maestro", comentando passagens que são retratadas no longa e outros momentos marcantes de sua trajetória na música. Ele revela ter gostado muito do filme e chama ao palco o ator Davi Campolongo, que o interpreta na fase da infância. "Esse cara poderá ser um dos maiores pianistas da história do Brasil. Garanto que com 15 anos de idade esse garoto vai estar regendo uma orquestra pra valer.", elogia o maestro. João Carlos ainda emociona a todos ao tocar piano no final da entrevista.

 Foto: Gabriel Cardoso/SBT

Confira as melhores frases da entrevista:


"Tô com 77 anos. Pra manter meu sonho já fiz 23 operações."

"Sempre minha missão foi transmitir emoção para o público. Agradeço a Deus por continuar na música."

"Quando eu tinha 28 anos eu entrei em uma banheira com uma gilette para me matar. Por um acaso tocou o telefone. Mas foi um momento muito delicado."

"Sempre fui um cara que tomava um bloody mary no sábado. Nunca fui bêbado."

"Os dias que mais me emocionaram foram: a minha estreia no Carnegie Hall, a minha volta depois do acidente jogando futebol e a minha estreia como maestro, também no Carnegie Hall."

"Ele faz tão bem que, hoje, para ser João Carlos, eu tenho que ser o Nero." (sobre a interpretação de Alexandre Nero no filme)

"Na mesma semana eu toquei para a família Castro e em um festival presidido pela Jacqueline Kennedy."

"Com 18 para 19 anos eu era virgem. Só pensava em estudar piano."

"Ele parece muito comigo quando tinha essa idade. 50 garotos concorreram." (sobre o ator Davi Campolongo)

THE NOITE
Nesta sexta, logo após Tela de Sucessos

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter