Marcelo Tas e atrizes da série 'O Negócio' são os convidados de Danilo Gentili no The Noite desta segunda

No The Noite desta segunda-feira, 09 de abril, Danilo Gentili conversa com Marcelo Tas. Ele fala sobre 10 anos de “CQC”, o novo desafio de encarar as salas de aula como professor de comunicação e revela ainda que voltará à TV aberta neste final de semana: “A partir dessa semana eu vou estar em um quadro no programa do meu querido Sérgio Groisman. Vou compartilhar com a plateia dele um pouco das minhas travessuras profissionais”. Tas também conta que está planejando para 2019 uma série sobre Ernesto Varela, fala sobre seu canal no YouTube e comenta o panorama atual: “O momento político atual é muito triste. Temos que procurar não usar um combustível que é o ódio e está muito difícil”. A pedido de Danilo, Tas ainda apresenta um edição do “Top 5 – Especial The Noite”.

 
Confira as melhores frases da entrevista de Tas:


· Voltei para a sala de aula mas não como professor Tibúrcio. Acho que aquele chapéu não cabe no elevador do Ibmec. Estou interessado em transformar essas aulas em ensino a distância.

· Estava muito afim de passar uma temporada fora da TV. TV é que nem sauna, você tem que sair para tomar um banho de vez em quando.

· O jornal da Cultura já participava. Agora vou ser fixo.

· Você leva água na cabeça. Tapa, xingo. Mas é um dos eventos mais fascinantes que existe. (sobre cobrir Copas do Mundo)

· Não assisti ainda. Minha vida anda muito corrida. Vi trechos, mas sou fã daquela galera. Mas vou ficar de olho no Porchat, esse menino está em todas. (sobre a nova formação do programa “Papo de Segunda”)

· Encontro de vez em quando alguns “animaizinhos”. O Oscar, o Marco. (sobre rever os integrantes do CQC)

· Ele misturou duas coisas que não se misturam: jornalismo e humor. A grande ousadia do CQC foi colocar uma equipe na mesma qualidade de jornalistas e humoristas. Sangue novo.

· Hoje seria legal ter um programa com a liberdade do CQC. Mas não sei se teria emissora com coragem pra botar no ar. É um momento muito polarizado e a gente só vai poder sair dessa se todo mundo puder ser ouvido.

· Não podemos querer que a política não exista. Aí que está a roubada. A democracia é uma coisa muito frágil. Vivi uma época em que eu e o Fernando Meirelles, no dia de cobrir a votação das “Diretas Já”, fomos levados para uma sala escura pela ditadura. A gente não pode brincar com a democracia.

Fotos: Gabriel Cardoso/SBT

Ainda nesta segunda, o apresentador recebe as atrizes Aline Jones e Michelle Batista, da série de TV a cabo “O Negócio”. Elas comentam o enredo da última temporada desta que é uma das séries mais bem sucedidas da TV paga e comentam, sem spoilers, que o final será surpreendente: “Ainda estou digerindo”, diz Aline. “É a primeira série brasileira na HBO que chega à quarta temporada. Sempre consumimos séries estrangeiras e hoje recebemos mensagens de pessoas de fora. Pra gente é um orgulho”, declara Michelle, que diz não ter conversado com garotas de programa para construir sua personagem a pedido do diretor. “As garotas de programa de alto luxo são muito exclusivas. Não queríamos o esteriótipo da prostituição, porque essa menina de alto luxo é aquela que malha com a gente na academia e não sabemos o que ela faz”, completa a atriz.

THE NOITE
Nesta segunda, logo após o Conexão Repórter  

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter