Jorge e Mateus participam pela primeira vez do The Noite nesta quarta-feira; veja atrações e frases

Jorge e Mateus participam pela primeira vez do The Noite nesta quarta-feira, 27 de novembro. Eles justificam que não costumam comparecer a muitos programas e Jorge explica: “questão de tempo. A gente sempre optou por continuar morando em Goiânia e os grandes meios de comunicação estão no Rio e em São Paulo”. E completa: “é um pouco de não gostar mesmo de aparecer”. Completando 15 anos de carreira no ano que vem, falam sobre possíveis comemorações: “a gente não é muitos ficar planejando as coisas. Acontece.”, diz Jorge. “Não tem aquele planejamento anual de empresa. Vai no feeling”, reforça Mateus. A dupla fala ainda sobre parcerias com outros cantores, como se conheceram, além de cantarem os sucessos “Pode Chorar” e “Cheirosa”.

 Foto: Beatriz Nadler/SBT

Confira outras frases da entrevista:


“Meu feedback é sempre o show, se lançou uma música e passou duas semanas estão todos cantando. Não me ligo muito em números” (Jorge, sobre bater um bilhão de plays no YouTube)
“A maior parte da nossa discografia tem pouca dor de cotovelo. Porém no nosso estilo musical as músicas levam pra esse lado, do chifre, do sofrimento”. (Jorge, sobre “Cheirosa”)
“Nosso primeiro show teve um cachê de 250 reais. Mas bebemos uma garrafa de whisky e saímos no negativo” (Mateus, sobre o início)
“Fui para a Bahia no final do ano. Um festival de música eletrônica” (Mateus, sobre o primeiro dinheiro significativo que ganhou)
“Em Marília, saímos de um camarim que ficava longe do palco e eu sem nenhum instrumento fui atrás da fila. Quando fui chegando o segurança meteu a mão no meu peito e disse ‘só a banda’” (Jorge, sobre ter sido barrado em seu próprio show)
“Fomos num show e chegando no estacionamento o cara falou ‘10 reais’. Eu disse ‘mas eu que vou cantar’. Ele falou ‘não importa, são 10 reais’” (Jorge, sobre situação inusitada que viveu)

THE NOITE
Nesta quarta, logo após o Programa do Ratinho

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter