'Tinha dia que eu ganhava 20, 25 mil reais para ficar duas horas sorrindo', revela Diego Alemão no The Noite desta quarta-feira

O The Noite desta quarta-feira (19) recebe Diego Alemão, vencedor do BBB em 2007, com 91% dos votos, levando o prêmio de um milhão na época.

Foto: João Raposo/SBT
 
Alemão revela o sucesso que teve também após o programa: “Eu ganhei um milhão no programa [...] Aí, 15 dias depois recebi uma ligação e já tinha dois, três meses depois eu já tinha três. Tinha dia que eu ganhava 20, 25 mil reais para ficar duas horas sorrindo, só que eu fazia quatro, cinco estados em um dia”.

“Eu tenho uma instabilidade em relação à parte financeira, em relação à garantia da minha família”, diz o ex-BBB sobre sua condição atualmente.

Diego protagonizou um triângulo amoroso com Íris Stefanelli e Fani Pacheco, que caiu no gosto do público.

“Eu falo com as duas, mas eu sou muito amigo da Fani e da Flavinha [Flávia Viana]. A Flavinha eu vejo menos e falo menos. A vida é mutável, está todo mundo mudando o tempo todo, evoluindo e é natural cada um ir para seu caminho. Só que eu acho que quem se mantiveram mais fiéis, ao que demonstraram naquela época, é a Fani e a Flavinha”, diz o convidado.

O campeão da edição de 2007 expõe que tentam colocá-lo em grupos de WhatsApp de ex-BBB e ele sai na hora e que o chamam direto para voltar para o reality.

Danilo pergunta para o Alemão se ele assistiu temporadas passadas: “Eu assisti, porque eu trabalhei diversos anos depois que saí, trabalhei no ‘Nem Big, nem Brother’, a gente fazia o ‘A Eliminação’. Eu trabalhei nove anos na Globo. Então, eu fiz diversos programas, eu assistia bastante, eu comecei a entender como funcionava, o tamanho da equipe que está por trás, o gabarito dos profissionais”.

O entrevistado já fez fotos sensuais solo e com a Íris. Atualmente ele namora com a empresária Andresa Malucelli.

Diego ama surfar e já surfou no mundo inteiro, até no Havaí em um lugar com ondas de nove metros e cardumes de tubarão-martelo. Ele é fissurado em poker e participa de alguns torneios. Diego já jogou em Monte Carlo, em Mônaco e diz que era 5 mil euros pra entrar na mesa. Também já participou de campeonato de três dias. “Somando todos os prêmios, eu já tenho mais de um quarto de milhão”, diz Alemão sobre a quantia já arrecadada no poker.

O artista conta que blefa bem e que o esporte o ensinou a ler as pessoas. Para provar esse talento, uma ação acontece no palco. Ele senta em volta de uma mesa redonda de poker ao lado do elenco do The Noite, em cada carta, uma informação, verdadeira ou falsa, de cada um do programa. Cada integrante lê a carta e atua, e o convidado tenta adivinhar se está blefando ou não.

THE NOITE
Nesta quarta, logo após o Programa do Ratinho

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter