'Pinóquio passa por um drama existencial', revela o ator Pedro Lemos no ‘PoliCast’ desta quinta-feira

Pedro Lemos, o ator consolidado e adorado pelos fãs da teledramaturgia do SBT, é recebido pelos apresentadores Nicholas Torres e Ana Zimerman no “PoliCast” desta quinta-feira (12) para falar do seu personagem Waldisney e as surpresas que vão acontecer nos próximos capítulos de “Poliana Moça”. O podcast vai ao ar logo após a exibição da trama na TV, 21h30, no canal da novela do YouTube, Spotify, Deezer e Amazon Music.

Foto: Lourival Ribeiro/SBT
 
O artista se destacou nos últimos anos ao dar vida a grandes personagens na emissora de Silvio Santos. Em 2011, Pedro interpretou Padre Inácio na trama “Amor e Revolução”. Em seguida, conquistou mais um espaço nas telinhas com “Chiquititas”, desempenhando o papel de Tobias Ramos/Tomaz Ferraz, entre 2013 e 2015. A próxima caminhada foi em “Aventuras de Poliana”, com Waldisney, o vilão por trás da identidade de Rato, o criminoso da comunidade Jardim-Bem-Te-Vi. Depois do grande sucesso da primeira temporada da novela, o ator volta com o malvadão em “Poliana Moça”.

Agora, Waldisney é foragido da polícia, ele cansou de ser o Rato e comandar uma comunidade inteira. Não quer mais lidar com gente, as máquinas falam menos e são mais lucrativas. Isso até seria um plano bom, se ele entendesse da ciência de computação, mas esqueceu desse pequeno detalhe. Apesar de todos os crimes e às vezes maldades que comete, o antagonista só quer realizar o sonho de ser livre de novo e poder viver seu amor com Nanci [Rafaela Ferreira]. Não é à toa que até se afeiçoa e cria um certo carinho por Pinóquio [João Pedro Delfino], quando deveria vê-lo somente como um instrumento para conseguir seus objetivos. O salafrário pode colocar tudo a perder permitindo que seu lado sentimental fale mais alto, apesar de ter Violeta [Gabriela Saadi] e Roger [Otávio Martins] ao seu lado, sempre exigindo que ele deixe o coração de lado e mostre o que há de pior dentro dele.

No momento na novela, Pinóquio está confinado dentro do esconderijo dos vilões. Violeta não tem muita paciência com o boneco robotizado, ela o enxerga apenas como uma oportunidade para enriquecer, já Waldisney, conseguiu criar laços com o menino de madeira, o seu “parça”. Pedro Lemos comenta sobre a relação desses dois personagens em uma cena inédita:

“Tem uma cena que tá marcada na minha cabeça e que não foi ao ar ainda. Pinóquio passa por um drama existencial, um boneco que acaba de chegar ao mundo, que quer ser uma criança, se depara com uma das grandes questões da vida, e é o Waldisney que tem que explicar para ele o que é, com toda sua ‘limitação de Waldisney’, porém como aquela figura paterna, de irmão mais velho, e ele se preocupa em explicar com o jeitinho dele. A gente se emocionou muito com essa cena”, diz.

Em “Aventuras de Poliana”, Waldisney sequestrou a própria namorada, Nanci. Já em “Poliana Moça”, o malandro sofre por saudades da ex, até cria um perfil falso em aplicativo de relacionamento para tentar ficar próximo da sua amada de alguma forma; e o grande mistério é se vai ter uma reconciliação do casal.

“A gente precisa ver o tamanho desta redenção, se é que vai haver. [...] O Waldisney representa exatamente uma coisa que a gente tá vivendo hoje em dia, que é a gente se afeiçoar em uma pessoa porque ela tem carisma, porque ela fala de um jeito, mas na verdade é um grande mau-caráter. É se apaixonar por uma pessoa que vai te fazer mal [...] Então, se não houver uma transformação, que no cerne da questão rolou uma movimentação, pode ser perigoso, pode inclusive ficar reproduzindo esse jeito falso de parecer que está se redimindo para continuar sendo mais tóxico”, declara o convidado.

Ao mesmo tempo, o personagem de Pedro está próximo de Violeta, já que fica trancafiado com a parceira do crime e o Pinóquio. O entrevistado fala da possibilidade desse romance: “Tem um clima no ar. Eu acho que tem uma possibilidade [...] Mas o Waldisney é um mulherengo, e o fato dele estar preso em um esconderijo com uma gata dessas, já era para ele ter dado todas as cantadas e não rolou ainda, eu acho que está acontecendo algo com o Waldisney”.

O podcast “Policast” vai ao ar toda terça e quinta, logo após a exibição da novela, no canal de Poliana Moça no YouTube e nas plataformas de áudio

# Parceiros


#Facebook: SBTpedia

#Twitter